Elias desencanta com a camisa do América/RN e explica comemoração

Elias desencanta com a camisa do América/RN e explica comemoração

Contratado após chamar a atenção da diretoria quando vestia a camisa do São Luiz (RS), o atacante Elias conviveu com lesões e pouco jogou com a camisa alvirrubra potiguar. Após se recuperar de uma lesão rara na panturrilha que o deixou de fora dos últimos jogos do Estadual e das seis primeiras rodadas do Brasileiro. 

Sempre confiante na recuperação e com vontade de se fazer por merecer a confiança depositada, Elias se doou durante todo o período de recuperação e voltou a ficar à disposição há duas rodadas. Na noite de quarta (21), o atacante entrou no segundo tempo no lugar de Anderson Paraíba, colocou “fogo no jogo” e marcou seu primeiro gol pelo clube, segundo da goleada por 4 a 1 sobre o Atlético de Cajazeiras (PB). Na hora da comemoração, ninguém entendeu. Elias saiu correndo por uma das vomitórias – túnel de acesso das ambulâncias – da Arena das Dunas e sumiu. Os companheiros de equipe, na gargalhada, ficaram sem entender e sem saber se o jogador iria voltar, o que aconteceu segundos depois. Aí sim, Elias foi abraçado pelo demais e o jogo foi reiniciado.

“Eu tinha comentado com o nosso assessor (de imprensa) que se eu fizesse o gol sairia correndo por aquele túnel, lá”, disse, o risonho atacante que explicou logo em seguida. “Foi para homenagear a torcida que infelizmente não pode nos apoiar nos estádios por conta da pandemia. Então fui lá fora gritar para a rua e agradecer todo apoio que tem nos dado. Recebi muito carinho nas redes sociais durante todo o tempo que fiquei parado e isso foi muito importante pra mim”, esclareceu.

O staff rubro também foi alvo da gratidão do atleta que espera dar sequência e, consequentemente, alegrias à torcida americana.

“Agradeço também à comissão técnica, o Igor (Melo, fisiologista), o Hebert (Araújo, preparador físico), os fisioterapeutas e médicos do clube, por sempre acreditarem em mim e apostarem na minha recuperação. Nunca esquecerei tudo o que fizeram para que eu pudesse voltar a jogar o mais rápido possível”, finalizou.

Fonte: Assessoria América/RN

Foto: Canindé Pereira/América/RN

Compartilhar

Alex Frantz